no

eSports na escola – Uma realidade na educação

eSports na escola

Antes de mais nada vale salientar que os eSports como bem sabemos é uma indústria que cresce rapidamente. Logo a influencia dos esports na escola já era aguardado com naturalidade. Em outras palavras por ser um tipo de esporte mais inclusivo que os tradicionais. Ao mesmo tempo em que ainda pavimenta o caminho para carreiras futuras.

Influência dos Esports na escola

De qualquer ponto de vista, os eSports são uma indústria gigante. Ao mesmo tempo que em 2018, por exemplo, a final do campeonato mundial de League of Legends atraiu 100 milhões de espectadores. Mais do que a transmissão do Super Bowl este ano com o Free Fire. Logo tamanho feito não poderia passar despercebido na educação e na escola. Apenas em 2021, as receitas globais de eSports ultrapassarão US$ 1 bilhão. De maneira ampla, os eSports incluem uma gama de multiplayers e jogos online. Desde franquias de sucesso como Call of Duty até o tradicional xadrez. Tal qual jogos como Hearthstone, e NBA 2K21, que envolve jogos de basquete criada em parceria com a própria NBA.

Liga dos eSports nas escolas

Os eSports também começaram a marcar presença no Ensino Fundamental dos EUA. Por exemplo, o High School Esports League, reúne mais de 2.100 escolas parceiras e mais de 60.000 estudantes nos EUA e Canadá. Portanto, como jogadores adultos, os estudantes competem em uma variedade de jogos como Rocket League(um jogo no estilo futebol com carros acrobáticos impulsionados por foguetes), Minecraft, e Super Smash Bros: Ultimate, um jogo criado para festas infantis que ainda é muito popular.

Influência dos eSports

Acima de tudo, nas escolas, atividades de eSports geralmente acontecem fora dos horários da aulas. Bem como muitos educadores as consideram uma introdução a carreiras ligadas à ciência da computação, programação e tecnologia em geral. Além disso, treinadores defendem que os eSports, criam ambientes onde as crianças desenvolvem “soft skills”. Tais quais a comunicação, colaboração e esportividade. Enquanto aprendem a controlar suas emoções negativas como frustrações e raiva.

Naturalmente, o valor dos eSports para as áreas de tecnologia é alto. Segundo um time de pesquisadores explorou o quanto as comunidades de eSports funcionam como ecossistemas de aprendizagem. Por conclusão observando que “eSports formam uma comunidade que incentiva a aquisição e aprimoramento de conhecimento e habilidades que se conectam com trabalhos de setores de alta tecnologia. Enfim o esports na escola não só alimenta a indústria de games, mas também de processamento de dados, desenvolvimento de softwares, marketing de redes sociais e organização de eventos”.

A Iniciativa Filhos da Inteligência

Os eSports são uma realidade

Atualmente os esportes eletrônicos movimentam mais de 150 bilhões de dólares todos os anos, e tendo seus campeonatos muitas vezes mais audiencia que esportes tradicionais como futebol, basquete, volei…Fomentados pela indústria de games e grandes estúdios que alavancam as suas estruturas.

Aqui no Brasil , clubes de renomes como: Flamengo, Cruzeiro e Atlético Mineiro já entenderam essa revolução cultural e já investem pesados em seus times nas mais diversas competições.

Os jogos digitais fazem parte de nosso cotidiano

Os Jogos Digitais estão presentes no cotidiano da nossa sociedade de uma forma consolidada. O exemplo disso é que observamos pessoas jogando em dispositivos móveis, em qualquer lugar, como ponto de ônibus, filas de banco, salas de espera… Não existe um perfil determinado, são homens e mulheres, crianças, jovens, adultos, e idosos, que adotam os jogos digitais como forma de entretenimento.

Os jogos digitais não fazem distinção alguma quanto sua orientação sexual, etnia, identidade de gênero, raça.. o que comprova seu alto poder de inclusão social.

Instituto Acuna - time esport
Esports na escola pública da Paraiba

A Escola é o berço de nosso conhecimento e apredizagem, é nela que descobrimos o que queremos ser na vida adulta e vivemos talvez os melhores momentos de nossas vidas.

Atualmente umas da maiores indústrias do mundo que vem transformando a vida de nossos jovens que se profissionalizam na área.

De forma pioneira, através do Instituto Acuña e da iniciativa Passei de Level – Filhos da Inteligência, vem buscando não apenas se adaptar a uma nova tendência eletrônica, mas também aproveitar essa “nova onda”, bem como toda estrutura por trás da mesma, para fomentar o Ensino público destacando ainda mais a Paraiba como polo de inovação tecnológica. O Brasil já tem se destacado mundo a fora, principalmente por ser um dos principais consumidores da industria game. Chegou a hora da Paraiba se destacar entre os grandes.

Ensino Público paraibanos atrelado a ciência e tecnologia.

A iniciativa Passei de Level – Filhos da Inteligência busca institucionalizar um programa estadual de renovação do ensino médio, com a colaboração da União e dos municípios, a fim de incentivar práticas pedagógicas com abordagens interdisciplinares, estruturadas pela relação entre teoria e prática, por meio de currículos escolares que organizem, de maneira flexível e diversificada, conteúdos obrigatórios e eletivos articulados em dimensões como ciência, trabalho, linguagens, tecnologia, cultura e esporte, garantindo-se a aquisição de equipamentos e laboratórios, a produção de material didático específico, a formação continuada de professores e a articulação com instituições acadêmicas, esportivas e culturais

Objetivos da iniciativa Passei de Level – Filhos da Inteligência

A principio, a iniciativa possui como premissa maior a inclusão social no eSport através da realização de Capacitação do alunado para o empreendedorismo na indústria dos games, bem como a realização de um torneio entre escolas publicas paraibanas. Afim de conscientizar sobre relevância dos esportes eletrônicos no desenvolvimento social, e ainda mais promover a saúde mental dos estudantes da rede estadual de ensino, isolados socialmente em função do coronavírus (COVID 19) através de uma atividade esportiva eletrônica em grupo, embora seja à distância.

Com isso favorecer a integração entre os estudantes por meio do Esporte Eletrônico, nas mais variadas modalidades eSportivas, tais como: MOBA
Battle Royale e FPS .

E também realizar um grande censo dos eSports na Paraiba. Um levantamento de dados para inclusão do evento no calendário esportivo estadual oficial, envolvendo os esportes eletrônicos

Metodologia do projeto

Iniciar uma grande campanha de conscientização sobre os esportes eletrônicos dentro das escolas públicas. Após serão realizadas seletivas de alunos que queiram participar do torneio intermunicipais, e finalizadas as seletivas serão realizados dois campeonatos regionais que determinarão as equipes que seguirão adiante. Será feita uma seletiva de alunos por todo estado da Paraiba para os torneios, onde os vencedores passarão para próxima etapa.

Serão produzidos vídeos em conjunto com e-atletas e projetos que utilizam o Esports nas escolas para o desenvolvimento pessoal e social. Devido o período inicial do projeto acontecer em meio ao período de vacinação do COVID, onde serão feitas Web conferencias com representantes das escolas técnicas estaduais para divulgação do projeto e distribuição de uma cartilha relacionada à conscientização da relevância do e-sport nas escolas e o potencial deste novo mercado e as profissões relacionadas ao mesmo.

Torneios interescolares

Visando aumentar ainda mais a inclusão social dos Esports nas escolas , cada escola poderá inscrever dois times sendo que um dos times deve ser exclusivamente feminino. Os alunos que desejarem participar do projeto deverão fazer sua inscrição através do portal do projeto onde os alunos deverão colocar seus dados acadêmicos (matricula e escola) , a modalidade e o jogo que desejam competir.

A partir do registro, cada candidato terá acesso a vídeo-aulas, relacionadas a habilidades pessoais e intrapessoais importantes para um e-atleta profissional.

Após fechamento do registro de alunos, os alunos registrados poderão indicar outros alunos registrados com o qual ele gostaria de montar equipe. Os candidatos mais votados formarão a equipe da sua escola. Cada time representando sua escola participará de partidas seletivas como supracitado, com regras, modalidade e jogo previamente publicadas no portal do projeto.

O campeonato contará com duas etapas, a primeira sendo a regional que irá contar com a presença dos 16 (Dezesseis) times melhores colocados nas seletivas divididos em duas regionais (uma acontecerá em cidades logisticamente viáveis). Os 2 (Dois) melhores times de cada regional irão participar da final que acontecerá em João Pessoa. As regras dos campeonatos seguirão as regras oficiais dos e-sports

Por fim as equipes vencedoras dos torneiros se enfrentarão,  representando suas escolas em um  campeonato estadual.

Capacitação do aluno

A capacitação se dará em forma de vídeo-aulas e questionários relacionadas às mesmas, que serão disponibilizados a todos os alunos inscritos na plataforma do campeonato.

As vídeo-aulas serão divididas em 11 (Onze) características importantes para um e-atleta (Liderança; Trabalho em equipe; Criatividade e Habilidade; Foco e Concentração; Pensamento Estratégico; Confiança e Responsabilidade; Relacionamento Interpessoal; Calma; Mentalidade com foco na evolução; Resolução de Problemas; esports na escola ; Fairplay).

Os resultados da capacitação serão levados em consideração perante a escolha dos representantes das escolas; os dados também serão analisados com um psicólogo para avaliação de potencialidades dos alunos.

Filhos da Inteligência

Escrito por Odilon Queiroz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

zenac-fala-em-corinthians-“bem-entrosado”-na-lbff-5

Zenac fala em Corinthians “bem entrosado” na LBFF 5

fortnite:-como-obter-loki-no-capitulo-2-–-7a-temporada

Fortnite: Como obter Loki no capítulo 2 – 7ª temporada