no

Análise da jogada – O incrível Squad Wipe de Phoenix

analise-da-jogada-–-o-incrivel-squad-wipe-de-phoenix

Nesta semana, a análise da jogada traz o squad wipe mais rápido de Kalahari. A obra de Phoenix, da SS e-Sports, foi linda de se ver. A vítima? A FURIA, que não vem muito bem na competição e tá segurando a lanterninha. A jogada aconteceu na quinta queda da terceira rodada, no confronto entre os grupos B e C. Phoenix foi rápido, mas calma que iremos dar alguns detalhes preciosos que podem ter passado despercebidos.

Assim como nas análises anteriores, começaremos falando da construção da jogada, sempre atentos aos momentos que antecederam a obra de arte. Logo em seguida, aprofundaremos um pouco as coisas para, no final, tentarmos passar algumas lições que te ajudarão naquelas partidas ranqueadas.

Construção da jogada

O confronto aconteceu durante a rotação da SS e-Sports e da FURIA para a zona segura, que entraram em rota de colisão. O Suicide Squad tinha noção do posicionamento dos Panteras, pois haviam dois airdrops no local e era possível ver Memgod e sua turma em movimento.

Por outro lado, a FURIA não fazia ideia do que a esperava. Na transmissão é possível observar que os jogadores da equipe estavam com a atenção voltada para outro local. Assim, em um rushadão sem freio, a SS e-Sports atacou impiedosamente os Panteras. Mesmo saindo de outros confrontos, a SS e-Sports não poupou recursos para garantir um squad wipe perfeito. A jogada começou e acabou rapidamente, e foi totalmente orquestrada por Phoenix e sua Double Vector.

O Squad Wipe de Phoenix

Se pararmos para contar a duração da jogada, foram apenas 20 segundos. E estamos falando de toda a jogada, desde o início da movimentação da equipe, e não apenas do tempo decorrido entre o primeiro e o último abate. Pra você não perder o fôlego, faremos uma análise mais cadenciado, detalhando cada eliminação do quadra kill. Inicialmente, Phoenix, Jubinha e Buton avançaram sobre a FURIA, com Mts, o rei das granadas que briga pelo posto de MVP, na retaguarda, dando o suporte para sua equipe e não participando efetivamente da trocação.

Assim que Phoenix alcançou o high ground, ele encontrou Memgod, que foi rapidamente abatido enquanto tentava se juntar aos seus companheiros. Por conta da velocidade da Vector, a eliminação veio de forma rápida, permitindo que Phoenix continuasse seu avanço. A próxima vítima foi BielGOD, que também sofreu com toda a efetividade e cadência da Vector, ainda mais em curtas distâncias.

A situação vantajosa da SS e-Sports deu a confiança necessária para que Phoenix não parasse e procurasse sua terceira vítima. Bolin ainda estava sendo eliminado quando seu aliado, Gusta, chegou tentando ajudar, mas acabou tendo o mesmo destino nas mãos da estrela do Suicide Squad, que conseguiu o quarto abate para fechar a conta do squad wipe.

Após a jogada, a SS não colocou o pé no freio. A equipe continuou agressiva durante todo o restante da queda e garantiu 18 abates, além daquele Booyahzinho.

Lições aprendidas

Mesmo em uma jogada tão rápida, é possível tirar preciosas lições. Inicialmente, vamos analisar a sequência de avanços de Phoenix.

Quando temos um estilo de jogo agressivo e confiamos neste estilo, a execução define tudo. Como no battle royale esse estilo é facilmente punido, tudo depende do entrosamento da equipe e do trabalho em grupo, uma vez que avançar sozinho para garantir um abate normalmente é desnecessário. O avanço tem mais chances de sucesso quando executado em curta distância, de forma que seus aliados possam te dar a cobertura necessária. A SS e-Sports tem certa maestria nisso e a jogada de Phoenix é uma grande prova disso.

Defendendo um avanço

Já pelo lado da FURIA, quando precisamos nos defender de um rush, a situação pode ficar um pouco mais complicado. Primeiro, o que aconteceu com os Panteras foi algo atípico, pois a equipe foi completamente pega de surpresa. Ainda assim, a equipe falhou ao encontrar as fraquezas no avanço de Phoenix.

Geralmente, a equipe que faz o avanço se divide em duas: enquanto parte da equipe é agressiva, um ou dois jogadores ficam na retaguarda cobrindo seus aliados. Nesse momento, a equipe que está em modo de defesa precisa tomar uma rápida decisão: quem atacar primeiro?

É importante descobrir qual o elo mais fraco do avanço e concentrar suas defesas em eliminá-lo. Com isso, o pilar da estratégia adversária desmoronará, e os demais jogadores não conseguirão finalizar o ataque facilmente. Entretanto, com uma defesa desconexa e desprevenida, fazer isso é muito difícil.

Leia Também: Free Fire : O maior jogo de mobile da atualidade

Escrito por Odilon Queiroz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

marvel’s-spider-man-2-e-marvel’s-wolverine-revelados

Marvel’s Spider-Man 2 e Marvel’s Wolverine revelados

jogada-da-semana:-horizon-zero-dawn!

Jogada da Semana: Horizon Zero Dawn!